GENERAL RÔMULO MANDA UM RECADO NADA CORDIAL AO STF.

7 de Dezembro de 2017

Publicamos recentemente que os militares voltariam a rugir contra a esculhambação que tomou conta de Brasília — e que pode resultar na candidatura à Presidência do condenado Lula.

GENERAL mandou um recado ao STF (mas não só): “Condutas irresponsáveis e antipatrióticas não se podem tornar costumeiras em nossa vida pública”.

 

Leia um trecho:

“Infelizmente, para grande parte da sociedade brasileira, não chegamos a um nível democrático que nos dê esse equilíbrio. Para muitos, incluídos os intervencionistas, o sistema inexiste e o processo político está voltado, exclusivamente, para interesses individuais ou de grupos partidários. Questionamentos são sempre feitos nas possíveis soluções das crises que surgem. Para quê? Para quem? Para onde? O interesse do País raramente está presente nas respostas, ficando quase sempre em segundo plano.

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) optando pela prévia aprovação das Casas legislativas para a adoção de medidas cautelares impostas a parlamentares é um exemplo. O corporativismo prevalecerá e políticos acusados de crimes estarão imunes e receberão a chancela de inocentes. Outro exemplo foi o incompreensível pedido de vista de um ministro do STF após sete votos favoráveis a pôr fim à imunidade parlamentar, um enorme anseio da sociedade. O pedido não visa um conhecimento maior da causa, mas sim um prazo ampliado que possibilite o Congresso concluir a votação de emenda constitucional do mesmo tema. Se considerarmos que duas centenas de congressistas são processados no STF, a queda da imunidade provavelmente não passará – e nem todos os brasileiros serão iguais perante a lei. Será uma contraposição entre o Judiciário e o Legislativo, advindo certamente outra crise entre eles.

E como se não bastasse, há outro exemplo lamentável. Em sua posse, na presença do presidente da República, o novo diretor da Polícia Federal declarou que uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa. Referia-se a uma das componentes da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente, justamente quando assumia o cargo que lhe foi dado pelo denunciado. Com certeza uma declaração adrede preparada e comprometida.

Tais exemplos demonstram que no mais alto nível da República o sistema de pesos e contrapesos não funciona como deveria e prima pelo desequilíbrio, sendo, por isso mesmo, comprometido e não confiável, justamente por predominarem os conchavos, os interesses individuais e de grupos, a troca de vantagens e de benesses à sombra de um Congresso subornável e de uma Justiça ‘partidária’. As medidas cautelares, o pedido de vista do ministro e a atitude comprometida, tríade degradante para muitos brasileiros, reforçam o descrédito dos nossos três Poderes perante a sociedade.

Segundo publicações veiculadas pelas redes sociais, um trecho de declaração atribuída ao general Figueiredo, último presidente militar, dirigida ao mundo político, chocou a sociedade: ‘… jogarão a Nação num lamaçal de dimensões continentais, onde o povo afundará na corrupção, na roubalheira, na matança até que se instaure o caos social, seguido de uma guerra civil’. Mesmo que não seja verídica, muitos adeptos da intervenção militar já consideram profética tal declaração.

O Brasil precisa encontrar soluções para os enormes impasses que vivemos, para que nenhuma ilegalidade esteja acima do interesse do povo brasileiro. As forças vivas da Nação, movidas pelos homens de bem, incluindo as Forças Armadas, não podem permitir que condutas irresponsáveis e antipatrióticas se tornem costumeiras em nossa vida pública, por atingirem frontalmente os princípios éticos e morais que conduzem um regime democrático e que resultarão num arremedo de democracia.”

 

 

 

Justiça federal argentina manda prender Cristina Kirchner

7 de Dezembro de 2017

cristinJuiz federal argentino, Claudio Bonadio, processou a ex-presidente do país, Cristina Kirchner, e solicitou o impedimento de suas funções legislativas e sua prisão preventiva pela possibilidade de a ex-líder argentina estar encobrindo funcionários iranianos acusados de atentado contra AMIA em 1994.

 

Polícia Federal prende presidente do grupo Solvi

7 de Dezembro de 2017

A Polícia Federal prendeu hoje o presidente e dois diretores silvi

O grupo Solvi opera na área de lixo.

A LEI DA FICHA LIMPA NÃO DEIXA NEM UMA DUVIDA

7 de Dezembro de 2017

cliA Lei da Ficha Limpa barra candidaturas de condenados por “órgãos colegiados” como tribunais (a segunda instância da Justiça).

Mas a lei também considera condenações de órgãos colegiados as oriundas de tribunais de contas estaduais ou municipais, processos de órgãos profissionais como a OAB ou Fenaj e até mesmo decisões de demissão tomadas em processos administrativos no âmbito do serviço público.

A ex-presidente Dilma (PT), por exemplo, foi condenada no impeachment pelo

Tribunal de Contas da União e pelo Senado Federal.

O ex-presidente Lula pode ser encaixado na Lei da Ficha Limpa e ser considerado inelegível caso seja condenado na segunda instância.

 Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Confirmada a condenação, será “ficha suja” por 8 anos.

 

OS ADVOGADOS DE LULA ESTÃO APAVORADOS COM A PRESSA TRF-4 PARA JUGAR A PRISÃO DE LULA.

6 de Dezembro de 2017

cliOs advogados DE Lula estão apavorados com a pressa do TRF-4.

Os advogados de Lula nesta terça feira , protocolaram pedido de esclarecimento, encaminhado ao presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, questionando a pressa do Tribunal.

O destino de Lula está mais perto da  cadeia.

 

TRF4 JULGA EM 2 MESES A PRISÃO DE LULA.

6 de Dezembro de 2017

trf4A expectativa no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) é que o recurso contra a condenação de Lula a 9 anos e meio de cadeia seja julgada em 60 dias, talvez meados de fevereiro, março no máximo.

 

TEMER CONTABILIZA MAIS DE 320 VOTOS PARA APROVAÇÃO DA REFORMA PREVIDÊNCIA

6 de Dezembro de 2017

TEMER PREVA expectativa do Planalto, como tem acontecido em votações cruciais, é de aprovação da reforma da Previdência, ainda que aos 45 minutos do segundo tempo,.

São necessários 308 votos para aprovar a emenda na Câmara, e o governo contabiliza ao menos 320.

Líderes acham que os deputados já se convenceram da necessidade da reforma. E eles confiam na memória curta do eleitor para aprová-la.

 O jantar de domingo mudou a atitude do anfitrião, Rodrigo Maia, que só fazia conta de diminuir. Agora ele confia na aprovação da reforma.

 Não é a primeira vez, nem a última: faz parte da rotina do Congresso aprovar matérias importantes no “apagar das luzes” do ano legislativo.

 

Por mais baixa que seja a popularidade do presidente é difícil imaginar um nome capaz.

5 de Dezembro de 2017

cliPor mais que a popularidade do presidente seja baixa, é difícil imaginar um nome capaz de movimentar agendas reformistas desta magnitude em tão pouco espaço de tempo.

Era exatamente aquilo que o Brasil precisava: alguém capaz de encampar mudanças sem mirar no resultado eleitoral seguinte.

Isto significa impopularidade no curto prazo, mas certeza que o julgamento da história fará jus ao que foi corrigido, reformado e reorientado.

Este é o desafio que se impõe ao nosso país. Sem dúvida, precisamos renovar, mas com ponderação e responsabilidade.

 

 

HÁBITOS SOCIAIS E SEUS TRAJETOS.

4 de Dezembro de 2017

TATUHábitos sociais e seus trajetos.

Não são os costumes das elites que descem às camadas inferiores do tecido social.

Ao contrário, são as modas dos baixos estratos que ascendem em direção ao topo. Como exemplo o uso de tatuagens.

Há pouco tempo a tatuagem,era  considerada coisa da ralé, da marginalidade.

Hoje a tatuagem subiu de status, prolifera e atinge todos os níveis da sociedade.

 

ESTRATÉGIA DE COMBATE À CORRUPÇÃO FRACASSOU

4 de Dezembro de 2017

cliCompleta 14 anos a Estratégia de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), criada em 2003 curiosamente durante o governo que é considerado um dos mais corruptos da História, chefiado pelo ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva.

Criado no âmbito do Ministério da Justiça e composta por 79 órgãos dos Três Poderes e da sociedade civil, propôs leis e até inventou um “índice” para medir a corrupção.

Entre resultados da Enccla, a Justiça lista o aperfeiçoamento do cadastro de entrada e saída de pessoas do território nacional.

 Também é atribuído à Enccla a criação do cadastro de empresas inidôneas e suspensas.  Onde não estão as empreiteiras da Lava Jato.

 O Ministério da Justiça dá à Enccla o crédito pela informatização das declarações de porte e valores quando do ingresso e saída do país.