Tramita no MP processo de improbidade contra o prefeito de Lajeado

     O Ministério Público de Conta do Estado e Promotoria local estão trabalhando em conjunto no expediente aberto para investigar o contrato emergencial do lixo realizado pela prefeitura de Lajeado e empresa W.K. Borges LTDA de Porto Alegre superfaturou em 113 %.

O Ministério Publico recomendou ao prefeito de Lajeado que, em primeiro momento corrija  as distorções e os valores já pagos indevidos sejam  descontados nas próximas faturas da empresa W. K. Borges LTDA.

O Ministério Publico também recomendo nova formula de licitação que devera ser lançado em até 15 dias, para que não haja impugnação do edital, gerando novo contrato emergencial.

Sendo que os ajustes são para estancar os procedimentos incorretos da administração, e o processo de improbidade administrativa continua tramitando com as investigação e diligencias do Ministério Publico e Tribunal de Conta do Estado.

Caso seja dado provimento a improbidade administrativa, o prefeito poderá manter se no cargo através dos recursos, mas em uma segunda etapa havendo o julgamento no pleno do Tribunal de Conta, se tornar Ficha Suja ficando impossibilitado de participar de novos pleitos eleitorais.

Deixe seu comentário