Lixo: pedido de explicação do MPC tem 30 paginas

     O Ministério Público de Contas do Estado abriu o expediente de n° 1479, para investigar a fictícia emergência na contratação do lixo, com prejuízo de R$ 3 milhões de reais anuais ao cofre publico do município de Lajeado.

     O Tribunal de Conta do Estado enviou pedido de explicação composto por 30 paginas, com vista à contratação emergencial do lixo, varrição e serviços gerais.

      A administração de Lajeado terá que responder as 30 pagina do questionamento.

     Zunzuns que chegam de Porto Alegre dão conta que é questão de dias para o PMC publicar no Diário eletrônico do Tribunal de Contas do Estado a suspensão do contrato emergencial.

Deixe seu comentário