Prefeitura de Manaus paga rescisão de 700 ex-funcionários de empresa da coleta de lixo

     Na semana passada, (quarta-feira dia 20), a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE/AM) intermediou um acordo entre a Prefeitura de Manaus, empresa ENTERPA e funcionários de limpeza urbana que prestavam serviços a empreiteira contratada pelo Município da capital do Amazonas.

     Após o acordo, o total de 700 funcionários demitidos pela ENTERPA vão receber pagamentos referentes ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e verbas rescisórias.

     Em janeiro deste ano, o contrato entre a Prefeitura de Manaus e a empreiteira foi suspenso. A seguir foi contratada sem licitação pública a Construtora Marquise S/A ao custo de R$ 30,8 milhões pelo prazo de cinco meses de serviços.

     Os ex-funcionários da ENTERPA estão com pagamentos pendentes porque a empresa alega não possuir fundos para sanar as dívidas.

     Diante disto, o Município de Manaus dispôs-se a pagar R$ 7.688.697,16 referente aos direitos trabalhistas devidos pela empresa terceirizada

     A ENTERPA foi alvo de denúncias, durante 2012, de funcionários que reclamavam sobre atraso de salários causando, inclusive, paralisações no serviço.

Deixe seu comentário