PENHORA DE R$ 3 MILHÕES DO GRÊMIO VAI ABALAR AINDA MAIS OS COFRES DO POBRE FLUMINENSE

flumiO Fluminense vem vivendo um drama na Justiça em processo que sofre do Grêmio nos últimos dias. O Tricolor das Laranjeiras perdeu o prazo para recorrer após sentença em primeira instância a favor da equipe gaúcha, a condenação de R$ 3.146.496,12 transitou em julgado e, agora, o clube presidido por Mário Bittencourt pode sofrer uma penhora a qualquer momento, o  caso originou em uma ajuda do Grêmio ao Flu em 2013 em um caso com o Clube dos Treze.

Em 2017, o Grêmio entrou com processo contra o Fluminense, cobrando o valor histórico de R$ 2.344.227,33, que resultou em R$ 3.146.496,12 após correção monetária e juros. O clube de Porto Alegre tornou-se credor dos cariocas após ter quitado a dívida do Fluminense com o credor original, o Clube dos Treze, em 20 de janeiro de 2013. A dívida inicial foi por conta de um empréstimo feito pelo Tricolor carioca junto ao Clube dos Treze.

No dia 11 de maio deste ano, o juiz Marcos Antonio Ribeiro de Moura Brito, da 29ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), sentenciou o Fluminense a pagar R$ 2.344.227,33, valor original da dívida, ao Grêmio, com as devidas correções e juros, em dez parcelas mensais e consecutivas, com a primeira 15 dias após o trânsito em julgado do caso. O prazo decorreu, o Flu não entrou com recurso e o trânsito acabou certificad.

Com isto, a primeira parcela deveria ter sido paga até o dia 3 de setembro, o que não ocorreu.

O Grêmio se manifestou  e aguarda o prosseguimento da execução em seu favor.

Deixe seu comentário