O Brasil não tem programa destinado à geração de empregos.

cliA Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), obra da engenharia política-jurídica da era Vargas (1930-1945), foi dirigida ao mercado de trabalho formal.

Ignorou o desemprego, visto, pela Comissão Elaboradora, “como um incidente da vida profissional, de modo não geral, porém dentro dos limites de cada categoria, cuja tutela incumbe ao respectivo sindicato” .

Deixe seu comentário