O FATOR MORAL E A POLÍTICA NO BRASIL

cliDesde o segundo mandato presidencial de Lula os escândalos de corrupção passaram a dominar os debates políticos e também os informativos e comentários nos meios de comunicação.

A consequência inevitável foi um sentimento generalizado de que a honestidade deveria ser considerada a virtude mais importante dos políticos e, em especial, dos candidatos que se apresentarem para as eleições no final deste ano.

O argumento por trás desse sentimento é o de que se o governante eleito for honesto, suas políticas no comando do País destinarão de maneira correta os recursos públicos e, consequentemente, serão mais justas e mais benéficas para a nação, deixando de beneficiar apenas seus próprios bolsos e os de seus amigos e parentes, como tem ocorrido em larga medida.

Obviamente ninguém deixará de reconhecer a importância da honestidade para qualquer um que ocupe algum cargo público, seja ele eleito ou nomeado.

Deixe seu comentário